Verdadeira conscientização da escoliose

Verdadeira conscientização da escoliose

No último dia do mês da conscientização da escoliose queremos trazer a tona a menssagem deixada pelo do Dr. Peter O. Newton, médico cirurgião, presidente eleito da SRS – Scolisis Research Society – na palestra proferida no HSS Hospital for Special Surgery em New York.

Agradecemos a nossa querida Hagit Berdishevsky que generosamente compartilhou as imagens e conteúdo da palestra que aconteceu no dia 8 de Junho.

O posicionamento de um profissional que foi eleito presidente da SRS, a maior sociedade sobre pesquisa da escoliose, para o exercício de 2019, faz emergir reflexões importantes.

O tratamento da escoliose não pode e não deve ser direcionado apenas pela magnitude do ângulo de Cobb.

As evidências vêm trazendo, a cada dia, que há muitos fatôres além desta medição a serem levados em consideração.
A decisão terapêutica deve ser tomada conjuntamente (médico e paciente e família) e com toda a informação passada e ouvindo as expectativas do paciente e sua família.

Esta é a expressão da verdadeira conscientização!

Quando tais palavras vêm do presidente de uma sociedade essencialmente constituída por cirurgiões ganham maior importância e significado!!!
Que em breve traduzam a realidade do tratamento da escoliose idiopática.

Um resumo das palavras de sabedoria do Dr. Peter O. Newton: “pacientes com escoliose que cresceram mesmo com escoliose progressiva – não há pressa em fusionar a coluna. Quer praticar esportes, dançar, ir para a faculdade, casar, ter filhos e depois considerar a fusão (cirurgia) – não há problema em esperar. Nenhuma diferença na correção. E se um médico te empurrar para a cirurgia – encontre outro … ”

Nós do Instituto Brasileiro de Escoliose há anos afirmamos isso ao sermos um centro afinado com as mais modernas evidências para o tratamento da escoliose, como membros da SOSORT – Sociedade Internacional da Tratamento Ortopédico e Reabilitação da Escoliose que gera as Diretrizes para o tratamento da escoliose.

Infelizmente no Brasil as Diretrizes não são seguidas, desde o cumprimento de políticas para detecção precoce até o gerenciamento correto que consiste em indicar e/ou utilizar métodos e técnicas e coletes para tratamento da escoliose baseados em evidência científica.
As Diretrizes são claras em relação às recomedações sobre os requisitos para os médicos, fisioterapeutas e ortesistas, mas não são desconhecidas ou negligenciadas o que faz o nosso país apresentar uma das taxas de cirurgia mais altas do mundo.

Aproveitamos este momento para lembrar da necessidade urgente de mudar e continuar durante os todos os dias do ano nesta campanha que deve consistir de contínuo aprimoramento dos profissionais para que se ofereça um gerenciamento correto do tratamento da escoliose.

Não é mais possível aceitar que hoje tenhamos este nível de desconhecimento e desatenção a uma condição que afeta um numero muito grande de pessoas e que gera tanto sofrimento.

Aprenda, apoie e abrace esta causa!

Verdadeira conscientização da escoliose! Dr. Peter O. Newton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.