Menu fechado

Escoliose – Quando a razão vence

Escoliose - Quando a razão vence

Desde o começo – leia-se, antes do Projeto Escoliose – a Dra. Patrícia Italo Mentges sempre teve em mente que a escoliose é um problema de saúde pública.

Com o amadurecimento da ideia da existência do Projeto Escoliose somado a aplicação de uma abordagem terapêutica comprovadamente eficiente foi se criando uma mentalidade clara de que ações realizadas no momento certo podem surtir efeitos verdadeiramente positivos.

Quando foi levada ao conhecimento do Deputado Estadual do Rio de Janeiro Alexandre Correa a necessidade de haverem ações concretas para impedir que tantas crianças sofressem devido à da gravidade da Escoliose, prontamente o Deputado Alexandre aderiu à proposta de criar mecanismos para permitir acesso primeiro ao conhecimento e depois ao tratamento da doença. Então o Deputado desenvolveu junto ao Projeto Escoliose dois projetos de lei.

O primeiro projeto de lei propunha a criação da semana da conscientização da escoliose a nível das escolas públicas estaduais.

O segundo projeto onde é proposta a elaboração da chamada triagem escolar, ( do inglês Schools Screening ) onde propõe que as crianças no  âmbito das escolas estaduais sejam sometidas ao exame. Este processo simplificadamente seria a aplicação do Teste de Adam’s e posterior encaminhamento da criança ou adolescente ao serviço médico público para aprofundamento de uma avaliação mais específica com o intuito de se certificar da existência da doença ou não e seu consequente manejo e controle.

Escoliose – Quando a razão vence

No dia 16 de dezembro de 2014 foi aprovado em primeira e segunda votação o PL 2165/2013 de autoria do Deputado Alexandre Correa onde fica estabelecido no calendário de eventos oficiais do Estado do Rio de Janeiro a “Semana de conscientização da Escoliose”. Este é um marco a nível mundial levando-se em consideração a população do Estado do Rio de Janeiro.

O segundo Projeto de Lei proposto pelo Deputado Alexandre Correa é o PL 2198/2013 onde se estabelece a triagem escolar nas escolas públicas, este projeto já teve parecer favorável nas comissões onde foi apresentado e agora aguarda para ser votado em plenário, coisa que esperamos para breve.

Todo o fundamento do trabalho proposto para realizar estas ações é o SEAS (Scientific Exercise Approach to Scoliosis) do ISICO, Itália; um dos maiores centros de tratamento conservador da escoliose. Não pode-se querer realizar um trabalho desta envergadura sem um fundamento científico de comprovada eficiência como é caso do ISICO na Itália, instituição que atualmente mais publicações científicas sobre o tratamento conservador da escoliose tem publicado.

Queremos que em breve mais profissionais adiram a esta proposta sem preconceitos que obscurecem tanto o futuro de muitas crianças em nosso país. A cirurgia não é a solução para a escoliose, ela é a comprovação do fracasso de um mau gerenciamento da doença e pouca ou nenhuma ação em prol do tratamento conservador da escoliose.

Publicado em:Informativos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.